Peça agora o seu cartão também pelo telefone: 0800 729 2071

PreparaTodos 1 de janeiro de 1970

5 maneiras de reduzir a rotatividade na sua empresa

  Muitos dos casos são as chamadas rotatividades saudáveis ou esperadas, como em casos de aposentadoria, mudanças e outras escolhas pessoais do próprio colaborador. Mas o que é importante de entender e evitar é a rotatividade de empregados por falta de habilidade, motivação ou afinidade com a empresa. Quando os funcionários saem, o prejuízo é […]

 

Muitos dos casos são as chamadas rotatividades saudáveis ou esperadas, como em casos de aposentadoria, mudanças e outras escolhas pessoais do próprio colaborador. Mas o que é importante de entender e evitar é a rotatividade de empregados por falta de habilidade, motivação ou afinidade com a empresa.

Quando os funcionários saem, o prejuízo é quase certo. Leva tempo e dinheiro para encontrar e treinar uma substituição. Por isso, é melhor investir em iniciativas para redução desta rotatividade o máximo possível.

Nesse artigo separamos algumas dicas fáceis de se colocar em prática e que vão te ajudar a construir uma equipe mais estável.

 

1) Analise a rotatividade da sua empresa

 

É difícil mudar o que você não está medindo. É importante coletar os dados com cuidado, entendendo que toda a rotação dos seus colaboradores não é igual e que a maneira como você avalia cada uma delas faz a diferença.

Há várias razões pelas quais as pessoas deixam um emprego e é importante não agrupar toda elas na mesma categoria. Visualizar os principais motivos será essencial para colocar em prática novas estratégias.

 

2) Seja transparente

 

A transparência é crucial, não apenas para fins de retenção de funcionários, mas para uma organização saudável em geral.

Existe um vínculo de confiança entre os funcionários e aqueles que os empregam, e poucas coisas fortalecem esse vínculo melhor do que a transparência. A falta de transparência não significa que você precisa compartilhar planos de aquisição confidenciais ou tornar público o salário de todos, mas sim ser honesto desde o primeiro contato com o colaborador sobre questões como condições de trabalho, metas e políticas internas.

 

3) Priorize habilidades extracurriculares

 

Isso não significa contratar alguém que seja "legal", mesmo que eles saibam como fazer o trabalho. As habilidades para realizar o trabalho ainda continuam essenciais para um membro totalmente funcional da equipe.

Mas tenha em mente que algumas habilidades ou experiências "extra-curriculares" podem ser de grande valia. Leve em consideração a personalidade e inteligência emocional de cada um, assim como prévias experiências com trabalhos voluntários, imersão em outras culturas, cursos e até carisma.

 

4) Incentive o crescimento

 

Oportunidades de desenvolvimento e crescimento profissional são necessárias para manter um grande talento na equipe. Um desejo de crescer e melhorar constantemente ajuda no perfil de um ótimo funcionário. Se você reprimir essa motivação de crescimento, poderá ter um funcionário estagnado ou até mesmo receber uma carta de demissão.

Ofereça o maior número possível de oportunidades para aprendizado e desenvolvimento de habilidades. Você não apenas satisfará a fome de crescimento de um funcionário com melhor desempenho, mas toda a organização se beneficiará das habilidades adicionais que eles desenvolverem.

 

 

5) Priorize a saúde de seus colaboradores

 

Se atentar a saúde física da sua equipe é muito importante, incentivo a prática de esportes, alimentação balanceada por exemplo são ótimas iniciativas.

Mas a saúde mental por sua vez, é um fator enorme que afeta o bem-estar e o desempenho organizacional dos funcionários, que é frequentemente ignorado pelos empregadores. Apenas um em cada cinco trabalhadores afirma que sua empresa oferece equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o estresse custa às empresas norte- americanas uma cifra de bilhões de dólares ao ano.

Embora você possa trabalhar no que é considerado um setor estressante, e o estresse nunca é totalmente evitável, sempre há ferramentas para aliviar esse estresse e suavizar o impacto que ele tem.

Como você pode apoiar o bem-estar em sua equipe? Comece banindo o excesso de trabalho - seja por pressão gerencial ou individual, para ter sucesso. Evitar o excesso de trabalho é uma das competências essenciais de um bom gerente e pode ter um efeito enorme em várias áreas do bem-estar dos funcionários.

 

Invista em iniciativas para redução desta rotatividade

 

A rotatividade de funcionários é um desafio comum para muitas organizações, mas não precisa ser da sua. Qualquer uma dessas estratégias tem o potencial de melhorar as taxas de retenção de funcionários. Mas não se engane, uma coisa é dizer que você é dedicado a construir uma forte cultura da empresa ou dizer que os funcionários são o seu maior patrimônio, mas você está realmente seguindo essa oratória? Você não precisa ter sucesso em todas as iniciativas, mas, como na matemática, precisa mostrar seu trabalho. Tome medidas visíveis para criar um ótimo local para trabalhar.

Reforçar regularmente o valor que você atribui às contribuições de sua equipe e sua felicidade é uma das melhores maneiras de melhorar sua experiência no trabalho.

 

{{cta('c39fd718-0e53-4f30-b20b-0065d240e379')}}

 

 

Cartão de TODOS

Redator

Olá! Como podemos ajudar?